segunda-feira, 8 de maio de 2023

Hoje em dia é certo jejuar?


Jejuar é não apenas deixar de comer ou beber por determinado tempo, também pode ser para receber ajuda e direção de Deus, também pode ser acompanhado

por outros atos de renúncia, como abstinência de relações sexuais, como escrito: “Não se recusem um ao outro, exceto por mútuo consentimento e durante certo tempo, para se dedicarem à oração. Depois, unam-se de novo, para que Satanás não os tente por não terem domínio próprio.” (1 Coríntios 7:5 NVI). O jejum aparece na Bíblia como uma coisa boa, ligada sempre à oração.

Nas escrituras o jejum não aparece como um mandamento, mas é considerado como prática do cristão. Deve ser voltado para Deus, não para impressionar aos outros. O jejum deve ser feito em segredo, entre você e Deus, não precisa falar que está em jejum, pois isso é contrário do que a Bíblia diz: “Quando jejuarem, não mostrem uma aparência triste como os hipócritas, pois eles mudam a aparência do rosto a fim de que os outros vejam que eles estão jejuando. Eu digo verdadeiramente que eles já receberam sua plena recompensa. para que não pareça aos outros que você está jejuando, mas apenas a seu Pai, que vê em secreto. E seu Pai, que vê em secreto, o recompensará.” (Mateus 6:16, 18 NVI).

O jejum e a oração é uma poderosa arma espiritual dada pelo Senhor ao seu povo. A palavra grega utilizada no Novo Testamento para jejum é nesteia e significa: jejum, abstinência voluntária, como exercício religioso. Como podemos ver, jejuar é se abster (privar-se) de algo.

Quais os tipos de Jejum e oração?

Nos dias de nosso Senhor Jesus, era uma prática normal para os Judeus. "O jejum público prescrito pela Lei Mosaica e observado anualmente no grande dia da expiação, no décimo dia do mês de Tisri (uma parte de setembro ou outubro em nosso calendário). Este jejum era realizado no outono quando navegar era geralmente perigoso por causa das tempestades. (Fonte: Concordância de Strong). Nessa época o tipo mais praticado era o de alimento. Isto é, um período de abstinência de comida e água, apenas comida ou apenas água.

Também temos o exemplo de Daniel, que jejuou da comida impura do rei da Babilônia e comeu apenas legumes. "Daniel, contudo, decidiu não se tornar impuro com a comida e com o vinho do rei, e pediu ao chefe dos oficiais permissão para se abster deles." (Daniel 1:8 NVI)

A verdadeira finalidade de jejuar e orar é que você se abstenha daquilo que fortalece sua natureza carnal (seu velho homem) e fortaleça seu espírito (seu novo homem).

Com isso em mente, em nossos dias não é incomum ver os cristãos jejuando de tv, redes sociais, smartphone, entretenimentos em geral. Isso acontece porque nunca houve em toda a história, uma geração que perde muito tempo com distrações como a nossa, isso é algo que precisa de uma atenção especial.

 

Quais os benefícios do Jejum?

 

1. Para ficar mais próximo de Deus.

Essa é a razão principal para jejuar, todas as outras são secundárias. Jejuar é uma forma de adorar e escutar Deus melhor.  “O Senhor dos Exércitos de Anjos me deu esta Mensagem para entregar a eles, a todo o povo e aos sacerdotes: “Quando vocês realizaram esses dias de jejum cada quinto e sétimo mês durante estes setenta anos, estavam fazendo isso por mim? E quando faziam festas era para mim? Pouco provável. Vocês estão interessados em religião, eu estou interessado em pessoas.” (Zacarias 7:4-6 MSG)



2. Para ter domínio próprio.


Desfrutar da comida, de programas na tv, séries ou filmes (temos que reter o que é bom), tudo pode ser bom, mas não devemos ser dominados. Jejuar ajuda a pôr o corpo debaixo da autoridade de Deus. “Alguém vai dizer: “Eu posso fazer tudo o que quero.” Pode, sim, mas nem tudo é bom para você. Eu poderia dizer: “Posso fazer qualquer coisa.” Mas não vou deixar que nada me escravize.” (1Coríntios 6:12 NTLH)

3. Para um  propósito


Jejuar e orar ajudam a vencer batalhas espirituais, porque aprendemos a confiar e depender mais de Deus. Por exemplo, Ester, antes de falar com o rei para resolver um problema que parecia impossível, convocou um jejum de três dias. “Ester enviou a Mordecai a seguinte resposta: “Vá e reúna todos os judeus que estiverem em Susã, e todos vocês jejuem e orem por mim. Durante três dias não comam nem bebam nada, nem de dia nem de noite. Eu e as minhas empregadas também jejuaremos. Depois irei falar com o rei, mesmo sendo contra a lei; e, se eu tiver de morrer por causa disso, eu morrerei.” Aí Mordecai foi e fez tudo o que Ester havia mandado”. (Ester 4:15-17 NTLH)

4. Para obter respostas


Deus falou com as pessoas enquanto jejuavam. Quando jejuamos e oramos Deus pode revelar-nos coisas úteis ou importantes. “Certa vez, quando eles estavam adorando o Senhor e jejuando, o Espírito Santo disse: — Separem para mim Barnabé e Saulo a fim de fazerem o trabalho para o qual eu os tenho chamado. Então eles jejuaram, e oraram, e puseram as mãos sobre Barnabé e Saulo. E os enviaram na sua missão.” (Atos 13:2-3 NTLH)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se gostou, comente, deixe sua sugestão ou uma nova pergunta...