quarta-feira, 14 de junho de 2023

A minha bondade é recompensada?



“Mas, ao dar esmola, que a sua mão esquerda ignore o que a mão direita está fazendo, para que a sua esmola fique em secreto.  o seu Pai, que vê em secreto, lhe dará a recompensa.” (Mateus 6:3-4)

No capítulo 6 do livro de Mateus, entendemos que alguns viviam num mundo de ostentação e aparência, Jesus nos ensina como deve ser o nosso proceder

em relação ao ajudar o próximo.

A nossa ajuda não deve ser para ostentar bondade com o objetivo de sermos elogiados diante da sociedade. Essas práticas não impressionam ao Senhor. Elas devem ser feitas em secreto com o objetivo de glorificar a Deus. Sempre que um cristão fizer alguma bondade, deve ser feito em tal segredo que mesmo a mão esquerda não saberá o que a mão direita fez. Portanto, deve ser de coração, sem esperar algo em troca ou reconhecimento. Não podemos cair no pensamento de barganhar para obter crédito celestial, isso é completamente errado.

Deus não nos recompensa com coisas que nos tornam orgulhosos e mesquinhos, como carros do ano, ganhar na loteria ou uma casa nova (Não estou falando que Deus não nos abençoa com isso, mas isso não pode ser o motivador pra você praticar o amor). Ele nos dá o que é muito mais importante, um coração servo, e uma capacidade de amar com imparcialidade (ser imparcial está relacionado com a dignidade, significando um tratamento igual entre vários indivíduos). Ele nos torna mais parecidos com seu Filho Jesus. Além de estar cumprindo as Sagradas Escrituras.

“Em tudo o que fiz, mostrei a vocês que mediante trabalho árduo devemos ajudar os fracos, lembrando as palavras do próprio Senhor Jesus, que disse: ‘Há maior felicidade em dar do que em receber”. (Atos 20:35)

 

Ajudar o próximo é uma parte muito importante da vida cristã. Ajudar o próximo é expressar o amor de Deus. O segundo maior mandamento, depois de amar a Deus, é amar ao próximo como a si mesmo. “Respondeu Jesus: “Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento’. Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo.” (Mateus 22:37-39)

O amor verdadeiro se expressa em ações. Quem não ajuda seu próximo nas necessidades não o ama de verdade. “Nisto conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar a nossa vida por nossos irmãos. Se alguém tiver recursos materiais e, vendo seu irmão em necessidade, não se compadecer dele, como pode permanecer nele o amor de Deus?” (1 João 3:16-17)

Agora que entendemos o real significado de ajudar o próximo da mesma forma que Jesus fez, agora vem uma outra pergunta em mente, afinal quem é nosso próximo?

O meu e o seu próximo é quem estiver perto de você. Quando um homem perguntou a Jesus quem era seu próximo, Jesus contou a parábola do bom samaritano. Um homem estava caído no chão, ferido. Três homens passaram por ele, mas apenas um o ajudou. Judeus e samaritanos eram inimigos declarados, mas o samaritano não se importou com a rixa antiga, ajudou o judeu ferido sem se preocupar com tal desavença. Jesus disse que devemos fazer o mesmo!

“Qual destes três você acha que foi o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes?” “Aquele que teve misericórdia dele”, respondeu o perito na lei. Jesus lhe disse: “Vá e faça o mesmo”. (Lucas 10:36-37).

Jesus nos ensina nessa parábola que devemos ajudar quem precisa de ajuda, independentemente de quem quer que seja. Deus ama todos, mesmo pessoas muito ruins. “Como está escrito: “Não há nenhum justo, nem um sequer; não há ninguém que entenda, ninguém que busque a Deus. Todos se desviaram, tornaram-se juntamente inúteis; não há ninguém que faça o bem, não há nem um sequer” (Romanos 3:10-12). Ninguém merece a ajuda de Deus, mas Ele dá ajuda de graça, porque nos ama. Quando ajudamos outra pessoa, mesmo sem merecer, mostramos o amor de Deus.

Não podemos recusar ajuda ou ver alguém necessitado e fingir que não é com a gente, isso é prática do velho homem (nota: pessoa que antes não conhecia a Jesus). Somos novas criaturas em Cristo Jesus, se Ele pediu para amar, vamos amar. “Quem está unido com Cristo é uma nova pessoa; acabou-se o que era velho, e já chegou o que é novo.” (2 Coríntios 5:17)

Fácil? Não meu caro leitor(a), é barra, é difícil amar ou ajudar aqueles que nos fazem mal, mas como filhos de Deus, temos que cumprir o ide de Jesus. “Que mérito vocês terão se amarem aos que os amam? Até os pecadores amam aos que os amam. E que mérito terão se fizerem o bem àqueles que são bons para com vocês? Até os pecadores agem assim. Amem, porém, os seus inimigos, façam-lhes o bem e emprestem a eles, sem esperar receber nada de volta. Então, a recompensa que terão será grande e vocês serão filhos do Altíssimo, porque ele é bondoso para com os ingratos e maus. Sejam misericordiosos, assim como o Pai de vocês é misericordioso.” (Lucas 6:32-33,35-36)

Como colocar em prática o amor ao próximo?

Existem muitas maneiras de ajudar o próximo, vou listar algumas:

Suprindo necessidades – quem tem mais comida ou bens deve ajudar quem tem menos, para que todos tenham o necessário para viver. “João respondia: “Quem tem duas túnicas dê uma a quem não tem nenhuma; e quem tem comida faça o mesmo”. (Lucas 3:11)

Sendo amigo – algumas pessoas simplesmente precisam de alguém para conversar e ter amizade.

Ajudando com tarefas – facilitando a vida das pessoas sem esperar nada em troca.

Aconselhando – estando pronto para ouvir, consolar e dar conselhos quando pedem.

Ajudando com financeiro – pagando uber pro irmão ir ao grupo ou a igreja, repartindo o café nos intervalos entre estudos da palavra e o culto.

Ajudar o próximo é um testemunho muito grande, que abre corações à verdade da Bíblia, e sem perceber, você vai ganhando aquele amigo pra Cristo. “Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus.” (Mateus 5:16). Como aprendemos hoje, não espere nada em troca, faça tudo para glorificar a Deus, tudo mesmo. “Assim, quer vocês comam, quer bebam, quer façam qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus.” (1 Coríntios 10:31)

 

“Para ajudar o próximo, não é necessário posar para foto ou disseminar o ato praticado. Basta apenas, ajudar e em anonimato. Quem ajuda e se vangloria, por dentro, é pobre de espírito e sempre almeja algo em troca.”


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se gostou, comente, deixe sua sugestão ou uma nova pergunta...