sexta-feira, 16 de junho de 2023

Ainda existe apóstolo nos dias de hoje?

 


E os diversos pregadores que vemos nos dias de hoje que tem o título de apóstolo, realmente são apóstolos? É certo chamar de apóstolo? O tema de hoje posso assegurar que é 100% baseado nas Escrituras, não quero atacar e nem ofender ninguém, apenas mostrar o que a Bíblia realmente fala sobre tal assunto.



Os apóstolos foram testemunhas oculares de Jesus Cristo ressuscitado, e fizeram parte da fundação da igreja, tendo o próprio Jesus Cristo como a Pedra Angular principal. “edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, tendo Jesus Cristo como pedra angular” (Efésios 2:20); “O muro da cidade tinha doze fundamentos, e neles estavam os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro.” (Apocalipse 21:14). E somente eles tiveram o poder de conceder os dons espirituais através da imposição de mãos. “Os apóstolos em Jerusalém, ouvindo que Samaria havia aceitado a palavra de Deus, enviaram para lá Pedro e João. Estes, ao chegarem, oraram para que eles recebessem o Espírito Santo, pois o Espírito ainda não havia descido sobre nenhum deles; tinham apenas sido batizados em nome do Senhor Jesus. Então Pedro e João lhes impuseram as mãos, e eles receberam o Espírito Santo.” (Atos 8:14-17)


O próprio Jesus foi quem selecionou os Doze apóstolos, mas um deles caiu, que foi Judas, e por este motivo foi excluído. Matias foi escolhido em seu lugar. Observe atentamente em Atos 1:21, que uma das qualificações para ser apóstolo era ter visto Jesus ressuscitado. “Portanto, é necessário que escolhamos um dos homens que estiveram conosco durante todo o tempo em que o Senhor Jesus viveu entre nós.” O apóstolo Paulo foi escolhido de uma maneira especial, Paulo foi enviado para os gentios “Mas o Senhor disse a Ananias: “Vá! Este homem é meu instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e seus reis, e perante o povo de Israel.” (Atos 9:15).


Segundo a Bíblia quais deveriam ser as credenciais para se tornar um apóstolo?

Número 1: O apóstolo teria de ser testemunha ocular do Senhor ressurreto. Jesus apareceu para Paulo para que ele pudesse ter a qualificação necessária para ser um apóstolo de Jesus Cristo, pois para ser Apóstolo teria que ver Jesus após a ressurreição. “Não sou livre? Não sou apóstolo? Não vi Jesus, nosso Senhor? Não são vocês resultado do meu trabalho no Senhor?” (1 Coríntios 9:1). Não precisamos de outros apóstolos nem de substitutos além dos que a Bíblia já relata. Através do Novo Testamento, eles permanecem ensinando e guiando o povo de Deus.  Atualmente seria impossível alguém ser um novo apóstolo, porque Paulo foi o último a ver Jesus Cristo, e a qualificação necessária para um apóstolo segundo a Bíblia, era ver Jesus Cristo ressurreto, para ser escolhido como apóstolo. “Portanto, é necessário que escolhamos um dos homens que estiveram conosco durante todo o tempo em que o Senhor Jesus viveu entre nós, desde o batismo de João até o dia em que Jesus foi elevado dentre nós às alturas. É preciso que um deles seja conosco testemunha de sua ressurreição.” (Atos 1:21-22)

 

Número 2:  O apóstolo tinha de ter um chamado especial da parte de Cristo para exercer este ministério. As Escrituras são absolutamente claras em nos mostrar que os apóstolos foram chamados por Cristo. Aliás, apóstolo significa “aquele que é enviado para uma missão”, e a Bíblia usa somente este título para os apóstolos de Cristo. Os apóstolos foram doze homens escolhidos por Jesus que inicialmente eram chamados de discípulos, e depois da sua ressurreição foram enviados pelo próprio Jesus para pregar o evangelho e expulsar demônios. “Jesus subiu a um monte e chamou a si aqueles que ele quis, os quais vieram para junto dele. Escolheu doze, designando-os apóstolos, para que estivessem com ele, os enviasse a pregar e tivessem autoridade para expulsar demônios.” (Marcos 3:13-15).

Número 3: Tem que ter aprendido os ensinos diretamente de Jesus.

Jesus ensinou seus discípulos em diversas ocasiões. Em Mateus 5.1-2 diz: “Quando Jesus viu aquelas multidões, subiu um monte e sentou-se. Os seus discípulos chegaram perto dele, e ele começou a ensiná-los.” Vemos aqui o famoso sermão da montanha, e em diversas vezes o próprio Jesus explicava as parábolas e ensinos sobre tudo. Em Mateus 28:19-20 diz: “Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu ordenei a vocês. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos.”

Paulo é considerado apóstolo? A resposta é sim, sem medo de errar!

“Meus irmãos, eu afirmo a vocês que o evangelho que eu anuncio não é uma invenção humana. Eu não o recebi de ninguém, e ninguém o ensinou a mim, mas foi o próprio Jesus Cristo que o revelou para mim.” (Gálatas 1:11-12) 

Será que diante destas questões os “apóstolos” da modernidade podem de fato reivindicar o título de apóstolo de Cristo? Por acaso, algum deles viu o Senhor ressurreto? Foram eles comissionados pelo próprio Jesus a exercerem o ministério apostólico? Quantos dos apóstolos brasileiros ressuscitaram mortos? E suas doutrinas está de fato de acordo com os ensinamentos bíblicos?

Pois é, infelizmente os “apóstolos” do nosso tempo não possuem esses requisitos.


Muitos “líderes religiosos” se intitulam “apóstolos” e seus fiéis sem saber a verdade das escrituras os chamam assim. Temos que ser como os crentes de Bereia: “As pessoas dali eram mais bem-educadas do que as de Tessalônica e ouviam a mensagem com muito interesse. Todos os dias estudavam as Escrituras Sagradas para saber se o que Paulo dizia era mesmo verdade. (Atos 17:11). Outra passagem bastante interessante se encontra em Oséias 4.6 “O meu povo perece por falta de conhecimento”, outra linguagem contemporânea: “Meu povo está arruinado porque não sabe o que é certo nem verdadeiro”.  Que não sejamos enganados acreditando em tudo que ouvimos por parte de líderes religiosos ou “pastoras” (esse será um tema para um novo artigo), que sejamos mais apegados a leitura da Bíblia, aos estudos e a oração, pois como Jesus disse: “Então muitos falsos profetas aparecerão e enganarão muita gente.” (Mateus 24:11)

A Bíblia é uma obra completa. A revelação cessou no livro de Apocalipse. Não há “revelação” posterior), nem são capazes de realizar milagres como os que os verdadeiros apóstolos realizaram no Livro de Atos. Portanto, não há mais apóstolos hoje. Aqueles que se dizem apóstolos são mentirosos que enganam ovelhas sem entendimento claro das escrituras. A menos que eles consigam provar que têm dois mil anos e conviveram com Jesus e são testemunhas oculares da Sua ressurreição, e receberam ensino do próprio Jesus não podemos chamá-los “apóstolos”.

Qualquer pessoa que não cumpra tais requisitos não é um apóstolo, é um impostor!

Um comentário:

  1. Acredito que já exista muitos falsos apóstolos nos dias de hoje, seu artigo foi bem esclarecedor, precisamos ler mais a bíblia, precisamos ter fome e sede da palavra de Deus. Deus abençoe sua vida meu irmão, continue nos abençoando sempre com esses artigos..

    ResponderExcluir

Se gostou, comente, deixe sua sugestão ou uma nova pergunta...