quarta-feira, 10 de abril de 2024

Perdoar é esquecer?


"Quem bate esquece… 

Porém, quem apanha nunca esquece !!

– Ditado Popular.

O perdão é um tema central na Bíblia. É uma atitude que envolve liberação de ressentimento e desejo de vingança. O ato de perdoar não significa esquecer, mas sim libertar-se das emoções negativas. 

Perdoar é essencial para a vida cristã, pois permite que as pessoas se libertem do peso do ressentimento e for fim encontrar a paz interior.

É importante entender que o perdão não é uma escolha opcional, mas um principio cristão. O perdão é uma atitude essencial para avançar na vida e seguir em frente. Lembre-se de que o perdão não é para a outra pessoa, mas sim para si mesmo.

Não perca a oportunidade de liberta-se das emoções negativas e experimentar uma vida sem remorsos que só vem com o verdadeiro perdão. Pratique o perdão em sua vida e você verá uma transformação positiva em seus relacionamentos e em sua própria vida também. Quando não perdoamos, nos afastamos da vontade divina e prejudicamos nosso relacionamento com Deus.

Você já parou para pensar que, quando você está magoado (a) com alguém, essa pessoa que te magoou não sai da sua cabeça? 

E que você dorme, acorda e, às vezes, passa o dia todo pensando nela, enquanto ela nem se lembra de você?

Perdoar é uma forma de tirar essa pessoa (ou pessoas) da sua cabeça e ser livre!

Pedro se aproximou de Jesus e perguntou: “Senhor, quantas vezes devo perdoar meu irmão que pecar contra mim? Até sete vezes?” E Jesus respondeu: “Eu não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete”. Mateus 18:21-22

Essa passagem nos ensina sobre a importância do perdão incondicional. Ao dizer “70x7”, Jesus estava usando uma expressão hebraica que simboliza um número infinito de vezes. Ele nos mostra que devemos perdoar nosso próximo repetidamente, sem limites, assim como Deus nos perdoa. O perdão não significa esquecer ou tolerar o mal, mas é um ato de amor, compaixão e misericórdia. O perdão nos liberta do peso do ressentimento, da raiva e da amargura, e nos permite experimentar a paz e a reconciliação com Deus e com nossos semelhantes. Jesus está nos chamando a adotar uma postura de perdão contínuo em nossas vidas. Ele nos lembra que assim como somos perdoados por Deus, devemos estender o mesmo perdão aos outros. Quando enfrentamos situações difíceis de perdão, é importante lembrar que somos todos pecadores e dependentes da graça divina. 

Sempre que cometemos um pecado, pecamos contra Deus. Somos como o servo que tinha uma dívida impossível de pagar. Mas, quando recebemos Jesus como nosso salvador, Deus perdoa todos os nossos pecados! Ele nos perdoa porque nos ama. Basta crer. Se os nossos pecados foram todos perdoados, como podemos recusar perdoar quem peca contra nós? Se não perdoamos, mostramos que não entendemos ainda o perdão de Deus. 

O perdão não é fácil, mas com a ajuda de Deus, podemos superar a amargura e encontrar cura em nossos relacionamentos. Que possamos praticar o ensinamento de Jesus sobre o perdão incondicional, perdoando não apenas 7 vezes, mas sem limites. Que o amor de Cristo te guie e te capacite a viver uma vida de perdão, reconciliação e amor ao próximo. O amor de Deus é a base de nosso perdão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se gostou, comente, deixe sua sugestão ou uma nova pergunta...